Total de visualizações de página

quinta-feira, 26 de março de 2015

Obituário



Essa sua incoerência,
Beira a delinquência.

Inconsequente, impotente, prepotente... 

Luxúria?! 
Incite a minha fúria!

Desafio-te a dançar nu no fio da minha navalha.
Mas você falha, a gente sabe que falha.

Estou gostando dessa rima.
Dane-se o que escrevi lá em cima.

Vou lamber seus ossos podres,
E mastigá-los como se fossem doces.






Nenhum comentário: