Total de visualizações de página

domingo, 9 de novembro de 2014

Lodo fétido




Somos todos feitos da mesma argila. 
Fomos todos feitos da mesma matéria impura.

Pergunto-me entre lágrimas
-Por qual razão alguns de nós se espelham nos anjos enquanto outros roem as beiradas do prato do inferno?

Sinto um confrangimento em minh'alma ao perceber que quero asas,
E você tenta, por prazer ou quiçá luxúria, rastejar no chão.

Espíritos simples e ignorantes numa mesma caminhada errante,
Você do lodo recrudesce em carvão,
Eu areia quero ser diamante.

Nenhum comentário: