Total de visualizações de página

quarta-feira, 14 de março de 2012

A velha e a dor



A solidão é uma velha grossa,
que toda noite bate à minha porta,
me insulta e me faz chorar.

Suas palavras são duras e amargas,
queimam meu peito feito brasa,
maltratam-me de forma vulgar.

Se um dia eu sumir no mundo,
não perca ao me procurar nenhum segundo,
pois terei deixado de te amar.

Maldita velha que de mim caçoa,
ronda-me dia e noite feito leoa,
e faz o meu coração sangrar.

Um comentário:

Ivan Silva disse...

A minha eu espantei agora... com uma boa leitura.