Total de visualizações de página

domingo, 11 de setembro de 2011

Alecrim




E aquele sorriso que costumava brotar dos seus olhos tristes?
E a crença de que nada de mau persiste?
E o sonho de mais um amanhã?


E o gosto doce do teu beijo?
E o calor que cresce do nosso desejo?
E o nosso bem-me-quer, mal-me-quer?


E o alecrim da canção?
E o arco-íris que eu desenhei no teu quadril?
E o que não posso mais falar?


Ah, se eu pudesse te dar Sofia....a mais doce das alegrias? 
Você pararia de chorar?

Nenhum comentário: