Total de visualizações de página

terça-feira, 26 de julho de 2011

The road ahead



Como é triste e doce a melodia,
de um novo raiar do dia dentro de um pobre coração.

Suave estalar do sol,
Secando a úmida relva
de dores adormecidas.

O coração solitário,
tenta esconder o calvário
de sua amarga desilusão.

Clamo pelo cair da noite,
Para livrar- me do acoite das dores que luz me traz.

Na escuridão é que escondo,
as cicatrizes latentes
que roubam a minha paz.

Mas o algoz mais uma vez se levanta...
trazendo em sua mão mais uma chance de dor
Pois todo raiar do dia com sua triste melodia... no fundo se chama: amor


(Inspiração : Flumbing Towards ecstasy- Sarah McLachlan  ..... Sarah canta dores de amores com tamanha tristeza, que me alimento de suas lágrimas para escrever. Quem puder escutar a música, garanto que o poema fica ainda mais bonito: http://www.youtube.com/watch?v=rxguTqA32yk)

6 comentários:

Marcos Alves Lopes disse...

Sofrimento forte, dilacerador! É no canto à dor que podemos ressignificá-la. Penso que você faz isso com muita maestria. De forma singela, seus textos são contundentes e sinceros. A sinceridade que faz qualquer inumano chorar!

Alexandre Mendes disse...

O ritmo e o tema hipnotiza o leitor.
Adorei!

Ivan Silva disse...

A música nos adentra, a literatura nos toca.

Ivan Silva disse...

Ah, só indicando aqui hehe tem essa música num filme, não sei se vc já assistiu é "iron jawed angels". O filme é legal, fala um pouco da luta da mulher pela igualdade... pela democracia. Vale a pena, se quiser baixar pra assistir tá aí: http://www.puxandolegal.com/filmes-drama/download-anjos-rebeldes-legendado.html

Ivan Silva disse...

ah, baixa também o "tubedownload" pra converter o arquivo, se não não abre. Qualquer coisa tamo aí

Caucuz disse...

Ivan, que legal! Não conheço este filme não. Vou dar uma olhada no link que você mandou. Valeu! beijo