Total de visualizações de página

terça-feira, 14 de junho de 2011

E no meio das dunas o sol se perdeu




E ele deixou para trás somente a poeira.
Um emaranhado de grãos amorfos que guardavam a lembrança do que não foi.
Partiu sem despedidas,
Sem lágrimas ou apertos de mão.
Levou consigo as delícias cultivadas na troca dos frutíferos pensamentos.
Não deixou nada para trás.

O vazio e a devastação eram unicamente dela.
Ela que caminhava no agreste das emoções violentadas pelo silêncio.
Lembrou-se da primeira vez que se viram.
De como se sentiu ao compartilhar o calor e a luz do sol que brotava de seu coração no céu da sua boca.

- Se o sol que nasce no céu da minha boca se perder nas dunas do teu pensamento, mande-o de volta para mim.  (Era o que ela dizia)

Mas, ele partiu levando o sol, o calor e o brilho. Ele partiu sem olhar para trás, e não mandou de volta o sol. Não mandou de volta o sol. 

(Inspiração: Anna Sun - Walk the moon)