Total de visualizações de página

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

coração meu


Não, não é por causa da chuva.
Estou caminhando rápido para chegar logo em casa.
Quero me esconder dos olhos que me seguem.
Me fechar no meu mundo.

Não, não é por que a noite chegou.
Corro por entre os carros por que estou fugindo.
Fugindo das palavras venenosas.
Das pessoas faltas.
Do vazio da multidão.

Não, não é por causa da solidão.
Deito na cama por que quero me esquecer de tudo.
Quero dormir profundamente.
Quero estar em paz por alguns minutos.

Mas, o coração bate acelerado.
As lágrimas caem sem esforço.
Está frio, mas é de fora para dentro.
Sinto falta de sentir falta.

Não, não quero um abraço.
Não quero doces palavras,
Não quero sorrisos falsos.

Eu sei o que eu quero.
Eu sei o quanto eu quero.
Eu sei por que eu quero.
Eu sei quem eu quero
.... eu espero...
.... eu espero.... eu ESPERO!

Nenhum comentário: